Veja como tratar e cuidar da piscina do seu condomínio

A piscina é um dos espaços do condomínio que mais requer cuidados antes da sua utilização. Com a chegada do calor, sua frequentação aumenta e, consequentemente, os cuidados também.

O responsável por manter a piscina saudável, com limpeza e tratamento em dia, é o síndico. Sendo assim, separamos alguns itens essenciais na hora de fazer a manutenção na piscina para que não ocorra problemas em sua utilização.

Todo dia

Filtração: a função da filtração é reter os sólidos em suspensão na água. Ela deve ser feita por 4 a 8 horas, ou de acordo com as instruções do fabricante do filtro. Este procedimento é importante para evitar que a água da piscina fique turva e/ou verde. Para calcular o tempo médio que a sua piscina necessita ser filtrada, clique aqui.

A cada dois dias

Controle do cloro: a aplicação do cloro deverá ser à noite, para evitar a evaporação. Na manhã seguinte recomenda-se medir a proporção de cloro livre na água, que deve estar entre 1 e 3 ppm. Se o nível estiver acima ou abaixo destes níveis, o uso da piscina deverá ser suspenso. Ao ser utilizado em excesso, o cloro pode provocar irritações, como o ressecamento da pele e ardência dos olhos. Por outro lado, se a quantidade estiver baixa, o produto não terá autonomia suficiente para combater os microrganismos.

É importante ressaltar que o cloro é extremamente prejudicial para pessoas que sofrem com alergias, asma ou que possuem rinite. Para esses casos, existem outros produtos no mercado que podem substituir o cloro na limpeza da piscina. Como o tratamento com ozônio ou a utilização de raios ultravioletas. Esses procedimentos também possuem efeito germicida e garantem a qualidade na manutenção das piscinas.

Uma vez por semana

Limpeza das bordas: as bordas podem ser limpas com escovas de cerdas macias ou com a parte macia de esponjas de cozinha. Para isso, utilize os limpa-bordas, produtos específicos para piscina, já que outros podem contaminar a água.

Algicida: o algicida é um produto feito à base de íons de cobre que serve para eliminar as algas azuis, verdes e pretas, responsáveis por deixar a água da piscina verde e turva, com pisos e paredes escorregadios. A dosagem recomendada do produto é de 5ml/m³ por semana e ele não deve ser usado no mesmo dia que o cloro.

Duas vezes por semana

Controle do pH: o controle do pH é fundamental para que a piscina funcione bem e tenha durabilidade. O nível ideal é entre 7 e 7,4, medido por fita de teste ou kit colorimétrico. A medição deve ser feita antes de qualquer tratamento químico, exceto para os dias em que forem adicionados à água produtos com dicloros, hipoclorito de sódio e tricloros. O controle é importante para evitar que os banhistas fiquem com a pele e olhos irritados, além de evitar que o equipamento de filtragem se danifique e o cloro perca eficiência.

Quando necessário

Clarificação e decantação: estas devem ser realizadas após o controle da alcalinidade e do pH. O clarificador serve para quando a água continuar turva mesmo durante a filtragem. Em casos críticos será necessário aspirar o fundo. Se houver pouca quantidade de sujeira acumulada, a própria filtragem será capaz de eliminar as impurezas depositadas pelo tratamento químico.

Além desses cuidados para garantir a qualidade da água, o síndico também deve estabelecer algumas regras quanto à rotina de uso do espaço. Para isso, orientamos o seguinte:

Defina um horário de uso

Fica a critério do síndico definir um horário de funcionamento das piscinas, desde que isso seja sinalizado. Normalmente, o horário de uso respeita a rotina regular, de 09h00 às 17h00, podendo se estender aos finais de semana e verão.

Cuide da segurança das crianças

Através de convenção, defina que crianças de menor idade devem estar acompanhadas dos pais ou algum responsável para entrar na piscina. Se possível, cerque a área e mantenha a piscina coberta para evitar acidentes. Clique aqui para conferir mais dicas de segurança.

Normas de utilização

Outras normas como proibições de alimentos perto da piscina, andar fora das dependências com trajes de banho, uso da ducha, entre outras obrigações que se façam necessárias, devem estar visíveis ao redor do ambiente, afim de garantir a ordem e boa convivência.

Casa Grande Netimóveis

Da equipe de conteúdo da Casa Grande Netimóveis

2 thoughts to “Veja como tratar e cuidar da piscina do seu condomínio”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *